Anatel inicia operações na Olimpíada

Audiências Públicas Chamamentos Públicos Consultas Públicas ACESSO À INFORMAÇÃO Institucional Ações e Programas Participação Social Auditorias Convênios e Transferências Receitas e Despesas Licitações e Contratos Servidores Informações Classificadas Serviço de Informação ao Cidadão (SIC) CONSELHOS DIRETOR E CONSULTIVO DOCUMENTOS E PUBLICAÇÕES ATUAÇÃO INTERNACIONAL CENTRAL DE CONTEÚDOS  Imagens  Vídeos  Áudios  Aplicativos JOGOS RIO 2016 Notícias Textos e Apresentações Transmissões ao vivo Atendimento à imprensa Receba notícias da Anatel Solicitação de Informações e Entrevistas Anatel inicia operações nas OlimpíadasTiveram início na última sexta-feira, 22, as operações de campo relativas à fiscalização e à outorga para uso temporário do espectro de radiofrequências na Olimpíada Rio 2016. A reunião de abertura das atividades foi realizada na Gerência Regional nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (GR02) e contou com a participação das equipes envolvidas, além do conselheiro Aníbal Diniz; do superintendente de Fiscalização, Marcus Vinicius Paolucci; da gerente regional do Rio de Janeiro, Maria Lúcia Bardi; do assessor técnico da GR02, Rodrigo Vieitas; e do coordenador da operação da SFI nos Jogos, Marcel Fleury.

Após o encontro, durante o final de semana, as equipes trabalharam na instalação de equipamentos de monitoração nas instalações de competição. Também houve a preparação da infraestrutura das salas e realização de teste e etiquetagem, além do controle dos equipamentos que utilizam radiofrequência. Até ontem, 24, foram testados e etiquetados 14.629 equipamentos, em todos os clusters – regiões da cidade do Rio onde haverá jogos: Barra, Deodoro, Maracanã e Copacabana -, principalmente no Maracanã, onde ocorrerá a cerimônia de abertura, no Parque Olímpico e na Vila Olímpica.

O trabalho da Agência durante os jogos na Olimpíada pretende evitar radiointerferências em sistemas cruciais para a segurança e a transmissão do evento. Cerca de 200 servidores da Agência – de todo o País – estarão envolvidos nesse esforço no Rio de Janeiro e nas demais cidades que receberão jogos.

A Anatel estará envolvida em uma das maiores operações de sua história. Durante os Jogos Rio 2016, serão usados aprendizados adquiridos pela Agência em outros grandes eventos internacionais, como os Jogos Panamericanos realizados no Rio de Janeiro em 2007; a conferência Rio+20, em 2012; e a Copa do Mundo, em 2014. A preparação da Anatel para as operações contou também com estudos de benchmarking internacional, projetos de divulgação, renovação do parque de monitoração do espectro e sistemas de informação e gestão do espectro que visaram atender ao compromisso internacional para a realização do maior evento do planeta.

A demanda de espectro para os Jogos Rio2016 superou todos os grandes eventos anteriores, incluindo os Jogos de Londres 2012. Mais de 20.000 frequências e 77.000 estações emissoras de sinais de radiofrequência irão operar de maneira dedicada ao evento.

A Anatel é responsável pelo Plano de Gestão do Espectro dos Jogos Rio2016, que inclui atividades de planejamento, consignação, teste e etiquetagem e monitoração do espectro (terrestre e satelital). Além disso, atividades ligadas à qualidade e à cobertura de redes móveis, assim como a coordenação com entidades de segurança pública, demandam forte atuação da Agência.

 

Fonte: Anatel

Anatel inicia operações na Olimpíada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *